Zêus Wantuil

Nasceu no Rio de Janeiro, às 14 horas do dia 6 de outubro de 1924, e desencarnou na madrugada de 1º de setembro de 2011, aos 86 anos. Após longa e tenaz enfermidade, cristãmente suportada, ex-diretor da Federação Espírita Brasileira (FEB). Era filho do ex-presidente da FEB, Antônio Wantuil de Freitas, e da professora Zilfa Fernandes de Freitas. Seus primeiros contatos com a Doutrina Espírita se deram por meio de reuniões espíritas semanais, dirigidas por seu pai na casa em que viviam, no mesmo bairro de São Cristóvão. É no ano de 1940 que passa a frequentar a FEB em sua Sede na Av. Passos, 30. Seu interesse por pesquisas sobre a história do Espiritismo surge em 1942, aos 18 anos, sendo muito incentivado pelo pai e por confrades estudiosos do assunto. Três obras notáveis, editadas pela FEB, resultaram do seu talento inato: As Mesas Girantes e o Espiritismo (1958), Grandes Espíritas do Brasil (1969) e Allan Kardec – Pesquisa Biobibliográfica e Ensaios de Interpretação, em parceria com Francisco Thiesen (3 volumes, 1973), tendo sido, esta última, em 2004, compactada em 2 volumes sob o título Allan Kardec: o Educador e o Codificador. Seus talentos de escritor e pesquisador se revelavam de tal forma brilhantes que lhe granjearam a simpatia, a admiração e o respeito de Canuto Abreu, um dos mais renomados historiadores do Espiritismo no Brasil, como o atesta este trecho de uma sua carta datada de 25 de abril de1952. (Fonte: Reformador,  2011.  Autor: Soares, Affonso. )