Fernando do Ó

Fernando do Ó, nasceu em Campina Grande, Estado da Paraíba, em 30 de maio de 1895 e desencarnou em 5 de novembro de 1972. Era filho de Manoel Souza do Ó e Maria da Conceição Rocha do Ó.  Escreveu diversas obras teatrais. No Espiritismo, a sua atividade extraordinária lhe granjeou o respeito geral. Deixou obras excelentes, editadas pela Federação Espírita Brasileira (FEB), até hoje apreciadas, por seu conteúdo humano e pelas lições soberbas que encerram à Luz da Doutrina codificadas por Allan Kardec. Intitulam -se as obras: Alguém chorou por mim; Almas que Voltam; Apenas uma sombra de mulher; Dor do meu Destino (A); E as Vozes Falaram; Marta; Uma Luz no meu Caminho. (Fonte: Reformador, 1973.)