Camilo Castelo Branco

Grande poeta e romancista português, Camilo Castelo Branco nasceu em 16 de março de 1825, em Lisboa. Órfão desde a infância, lutava contra um imenso vazio que o atormentava, tornou-se boêmio e descontente com a vida. Seu talento com as letras e a escrita, entretanto, foi excepcional: foram publicadas dezenas de obras de sucesso e clássicos da literatura lusitana de sua autoria. Para sustentar a esposa e os filhos, Camilo Castelo Branco passou a escrever incansavelmente, o que prejudicou sua saúde e causou-lhe uma cegueira progressiva. Uma constante tristeza, o impedimento de continuar a viver por meio do que mais gostava que era literatura, por conta da cegueira provocaram nesse poeta um desejo de morte, concretizado com o suicídio em 1890. Tempos depois, com a orientação do Espírito Léon Denis, Camilo repassa seu aprendizado pós-morte à médium Yvonne  A. Pereira, na obra Memórias de um Suicida, que assina sob o pseudônimo de Camilo Cândido Botelho.  (Fonte: Desconhecida.)