Camille Flammarion

Nasceu no dia 26 de fevereiro de 1842 em Montigny-le-Roi, Haute-Marne, na França. Além de célebre astrônomo, sábio, filósofo e investigador, o francês também foi um respeitado autor espírita. Desde muito jovem ficou conhecido no mundo das letras com a obra La Pluralité des Mondes Habités, que escreveu aos 19 anos de idade. Em 1869, Camille Flammarion foi convidado para homenagear Allan Kardec, em função de sua desencarnação, na Sociedade Espírita de Paris. Seu discurso, foi publicado posteriormente em diversos livros, consta em Obras Póstumas. As obras de Flammarion foram traduzidas para grande número de idiomas – inglês, espanhol, sueco, dinamarquês, italiano, húngaro, checo, holandês, romeno, russo, alemão, português – e são referidas na Revue Spirite, que também publica seus artigos. Trouxe para o publico espírita os livros: as casas mal assombradas;O desconhecido e os fenômenos psíquicos – volumes 1 e 2, Deus na Natureza, Estela, O fim do mundo; A Morte e o Seu Mistério – volumes 1, 2 e 3; Narrações do Infinito; Urânia. O autor desencarnou aos 83 anos, em Juvisy-sur-Orge. (Fonte: Godoy, Paulo Alves. Grandes Vultos do Espiritismo. FEESP.)