Adolfo Bezerra de Menezes

Trabalhou como médico e político. Nasceu em 1831 e graduou-se em Medicina em 1856. Por sua incansável atividade em benefício dos necessitados, ficou conhecido como “o médico dos pobres”.  Proclamou-se espírita em 1886 e, tempos depois, assumiu a presidência da Federação Espírita Brasileira. Trabalhou intensamente em prol da união, dos direitos e da liberdade dos espíritas. Sua dedicação ao Movimento Espírita rendeu-lhe a alcunha de “Kardec brasileiro”. Como escritor espiritual contribuiu com a FEB Editora com os títulos: Dramas da obsessão, Recordações da mediunidade, A tragédia de Santa Maria. E com Camilo Castelo Branco Nas telas do infinito.  (Fonte: Desconhecida.)