Amália Domingo Soler

Nasceu na cidade de Sevilha, região da Andaluzia, Espanha, no ano de 1835. A moça, que nunca se casou, perdeu a mãe com a idade de 25 anos, quando começou a fase mais difícil de sua existência. Seu primeiro artigo doutrinário, “La Fe Espiritista”, foi publicado no ano de 1872. Em 31 de março de 1875 – aniversário da desencarnação de Allan Kardec – Amália recitou, no salão da Sociedad Espiritista Española, o poema “A la Memória de Allan Kardec”, de sua autoria. A partir deste momento, a autora passou a fazer parte das fileiras dos propagandistas da Doutrina Espírita. Amália desencarnou no dia 29 de abril de 1909, em Barcelona, na Espanha. (Fonte: Desconhecida.)